Últimas notícias de economia, política, carros, emprego, educação, ciência, saúde, cultura do Brasil e do mundo. Vídeos dos telejornais da TV Globo e da GloboNews.
Conselho Europeu se reúne para decidir se aprova adiamento do Brexit

Em carta, Theresa May pediu que data seja alterada de 29 de março para 30 de junho, mas membros da União Europeia exigem que Parlamento britânico aprove acordo. Após reação negativa a apelo na TV, aumentam pedidos para que premiê do Reino Unido renuncie ao cargo. Bandeiras da União Europeia e do Reino Unido são vistas do lado de fora do Parlamento britânico no dia 14 de março Ben Stansall/AFP O Conselho Europeu se reúne nesta quinta-feira (21) para discutir se concede ao Reino Unido um adiamento do Brexit, permitindo que o país deixe o bloco no dia 30 de junho, em vez de 29 de março, como inicialmente previsto. A primeira-ministra britânica, Theresa May, irá a Bruxelas para participar do encontro. Para que a nova data seja aprovada, é preciso que todos os 27 integrantes da União Europeia concordem. Na quarta, data em que foi feito o pedido de May, o presidente do Conselho, Donald Tusk, disse acreditar que isso seria possível, desde que um acordo seja aprovado no Parlamento britânico. No entanto, o fato de a carta da premiê apresentar um pedido de extensão de apenas três meses, sem qualquer garantia de que até o fim deste prazo exista realmente um acordo aprovado, ou nenhuma palavra sobre o que poderia acontecer caso o dia 30 de junho chegue sem qualquer mudança em relação ao quadro atual desagrada alguns membros da UE. Segundo o jornal britânico “The Guardian”, o ministro francês das Relações Exteriores, Jean-Yves Le Drian, disse nesta quarta ao parlamento francês que Paris está disposta a vetar o pedido nessas condições. Le Drian disse que havia apenas duas maneiras de o Reino Unido deixar a UE: ratificando o acordo de retirada ou através de um Brexit sem acordo. Se o Parlamento não ratificar o acordo de retirada, "o cenário central é de um Brexit sem acordo", disse, acrescentando ainda que "estamos prontos para isso". Cópia da carta enviada pela primeira-ministra britânica Theresa May ao presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, pedindo o adiamento do Brexit, em foto de quarta-feira (20) Reuters/Yves Herman/Illustration De acordo com a BBC, também autoridades alemãs já afirmaram estar insatisfeitas com a proposta. Já o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, falando antes mesmo de ter acesso à correspondência enviada por May, se mostrou cético em relação à possibilidade de a União Europeia chegar a uma decisão imediata. “A minha impressão é... que esta semana no Conselho Europeu não haverá decisão, mas que provavelmente teremos que nos reunir novamente na próxima semana, porque a Sra. May não tem acordo para nada, seja no seu gabinete ou no Parlamento. Enquanto não soubermos com o que o Reino Unido concorda, não podemos chegar a uma decisão", afirmou, também segundo o “The Guardian”. Apelo na TV Na noite de quarta-feira, May fez um pronunciamento na TV, pressionando o Parlamento britânico a aprovar seu acordo sobre o Brexit para que o Conselho Europeu possa concordar com a extensão do prazo. A primeira-ministra britânica, Theresa May, durante pronunciamento sobre o Brexit, na quarta-feira (20) Jonathan Brady/Pool via Reuters "Eu não estou preparada para atrasar além de 30 de junho", afirmou, o que ampliou o debate sobre sua possível intenção de renunciar ao cargo caso a tentativa de adiamento falhe. Segundo a imprensa britânica, é cada vez maior a pressão, principalmente dentro de seu próprio partido, o Partido Conservador, para que May deixe o cargo caso não consiga aprovar um acordo pela terceira vez consecutiva. Apesar disso, a primeira-ministra ainda afirma que não irá convocar novas eleições. Sua situação, no entanto, deve se tornar ainda mais difícil após o pronunciamento, já que os diversos parlamentares reagiram de forma imediata e subiram o tom das críticas por se sentirem atacados. Em redes sociais, eles reclamaram da postura de May, acusando-a de jogar a opinião pública contra o Parlamento, atribuindo a falta de um acordo aos deputados para se eximir da culpa. Acordos reprovados Ainda não há uma data para que um terceiro acordo seja votado pelo Parlamento britânico, e também não se sabe qual será seu teor. Na segunda-feira, o presidente da Câmara dos Comuns, a câmara baixa do Parlamento, John Bercow, disse que os ministros não poderiam apresentar novamente a mesma proposta que já foi rejeitada duas vezes. O presidente da Câmara dos Comuns britânica, John Bercow, durante sessão de 18 de março do Parlamento, em Londres Reuters TV via Reuters A União Europeia, porém, diz que não irá discutir um novo acordo e que só aceita aquele que já foi aprovado por seus membros no ano passado. O acordo original proposto por Theresa May, aprovado por Bruxelas em novembro de 2018, foi recusado pelo parlamento britânico em 15 de janeiro, por 432 votos contra e 202 a favor, a maior derrota do governo na história moderna – o recorde anterior era de 1924, com diferença de 166 votos. Depois disso, o Parlamento aprovou duas emendas ao projeto: uma delas exigindo mudanças no que estava originalmente proposto para a fronteira da Irlanda com a Irlanda do Norte; e outra, consultiva, que "rejeita que o Reino Unido deixe a União Europeia sem um Acordo de Retirada e um Marco para o Futuro Relacionamento". 4 perguntas para entender porque a fronteira irlandesa é crucial A decisão sobre o que fazer com a fronteira física entre a Irlanda (integrante da UE) e a província britânica da Irlanda do Norte (integrante do Reino Unido) é um ponto que emperra a aprovação do acordo. A ideia é que o Brexit não prejudique o frágil Acordo de Paz de 1998 entre as Irlandas. Em uma segunda votação, no dia 12 de março, uma nova proposta de acordo foi rejeitada. Foram 391 votos contra e 242 a favor.
Thu, 21 Mar 2019 06:00:40 -0000
21 de março, quinta-feira

Bom dia! Aqui estão os principais assuntos para você começar o dia bem-informado. Maia critica, Moro rebate. O presidente da Câmara diz que o ministro da Justiça 'conhece pouco a política' e que 'copiou e colou' o projeto anticrime levado ao Congresso. Moro rebateu e afirmou que apresentou 'projeto de lei inovador e amplo' e disse esperar que seja analisado 'com a urgência que o caso requer'. Reforma da Previdência: para porta-voz de Bolsonaro, a proposta é o 'centro de gravidade' do governo. No aniversário, o presidente viaja ao Chile para discutir criação do Prosul com líderes sul-americanos. No Reino Unido, o Conselho Europeu se reúne para decidir se aprova adiamento do Brexit. O que é notícia hoje: Maia e Moro O deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) e o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro Antonio Cruz/ Agência Brasil O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, andam se estranhando. Maia fez críticas, ao afirmar que Moro "conhece pouco a política" e está "passando" daquilo que é sua responsabilidade como ministro e mais: "copiou e colou" o projeto anticrime levado ao Congresso. Moro rebateu as críticas, ao afirmar que apresentou um "projeto de lei inovador e amplo" e espera que seja analisado "com a urgência que o caso requer". Troca de mensagens por celular motivou controvérsia entre Maia e Moro Reforma da Previdência O porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, afirma que a ida do presidente à Câmara ontem mostrou a importância que o governo dá à Previdência Social. Bolsonaro foi ao Congresso entregar o projeto de lei que trata da aposentadoria dos militares - a proposta de emenda à Constituição (PEC) sobre a reforma da Previdência foi entregue em fevereiro. "Se eu fosse usar uma expressão militar, a palavra-chave seria 'centro de gravidade'", afirmou Rêgo Barros. Leia no blog da Andréia Sadi. Reforma da Previdência dos militares e reestruturação de carreiras preveem economia de R$ 10,45 bilhões em dez anos Texto engloba PMs e bombeiros; estados devem poupar R$ 52 bi PRÓXIMOS PASSOS: confira o caminho da proposta no Congresso Bolsonaro no Chile Bolsonaro viaja hoje, ao completar 64 anos, ao Chile para participar de um encontro de cúpula com outros chefes de Estado sul-americanos para discutir a criação de um novo fórum de desenvolvimento, chamado previamente de Prosul. O organismo, idealizado pelo presidente chileno Sebastián Piñera, substituiria a União das Nações Sul-Americanas (Unasul), criada em 2008, em um momento em que o continente era comandado majoritariamente por presidentes ligados à esquerda. Além de Bolsonaro e Piñera, outros cinco presidentes sul-americanos confirmaram presença: Mauricio Macri (Argentina), Mario Abdo Benítez (Paraguai), Martín Vizcarra (Peru), Iván Duque Márquez (Colômbia) e Lenín Moreno (Equador). Brexit O Conselho Europeu se reúne nesta quinta-feira para discutir se concede ao Reino Unido um adiamento do Brexit, permitindo que o país deixe o bloco no dia 30 de junho, em vez de 29 de março. A primeira-ministra britânica, Theresa May, irá a Bruxelas para participar do encontro. Para que a nova data seja aprovada, é preciso que todos os 27 integrantes da União Europeia concordem. Ataque contra mesquitas Primeira-ministra Jacinda Ardern David Lintott / AFP A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, anunciou a proibição da venda de armas semiautomáticas de estilo militar e fuzis de assalto no país. A premiê já havia adiantado que apresentaria uma legislação mais dura após o atentado cometido na semana passada contra duas mesquitas em Christchurch, quando 50 pessoas morreram. Educação Dados divulgados pelo movimento Todos pela Educação apontam que o aprendizado de matemática dos estudantes do 3º ano do ensino médio caiu 0,7 pontos percentuais (pp) no Brasil entre 2007 e 2017. Isso quer dizer que os concluintes desta etapa de ensino estão saindo da escola sabendo menos do que os estudantes formados há uma década. Curtas e Rápidas: TCU: 86% dos cargos em estatais têm salários superiores a vagas semelhantes no setor privado Operação de buscas em Brumadinho ultrapassa Mariana e já é a mais longa da história de MG Veja trailers: 'Nós', 'A cinco passos de você' e 'Chorar de rir' são estreias da semana PF leva 9 meses para receber cumprimento de diligência fora do Brasil, diz superintendente no RJ Imposto de Renda 2019: veja quando atualizar o valor de bens e imóveis Blog do Samy Dana: como saber se as taxas de uma transferência de financiamento estão adequadas? Futebol Copa Sul-Americana 19h15: Antofagasta x Fluminense Campeonato Carioca 21h30: Botafogo x Portuguesa-RJ Previsão do tempo Confira os destaques da previsão do tempo Veja a previsão do tempo por regiões
Thu, 21 Mar 2019 04:51:30 -0000
Sine oferece 54 vagas de emprego nesta quarta-feira, 20, em Cacoal, RO

Há oportunidades para motoboy e aplicador de pisos. Órgão funciona das 7h30 às 13h30. Entre as oportunidades, há vaga para churrasqueiro. Mateus Rigola/G1 O Sistema Nacional de Emprego (Sine) disponibiliza 54 vagas de emprego nesta quarta-feira (20) para Cacoal (RO), município a 480 quilômetros de Porto Velho. Há oportunidades para moto boy e aplicador de pisos. Os interessados devem comparecer ao Sine, localizado na Avenida Guaporé, nº 2839, Centro, portando Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), cédula de identidade (RG), Cadastro de Pessoa Física (CPF) e comprovante de residência. O horário de atendimento do órgão é das 7h30 às 13h30 (horário local). Veja abaixo os cargos oferecidos nesta quarta-feira (20): Aplicador de pisos (experiência em obras) 4 Arte finalista (masculino, experiência, ensino médio completo) 2 Auxiliar administrativo (homem com experiência, acima de 40 anos, ensino médio) 1 Auxiliar de eletricista (curso de eletricista) 1 Circuleiro 1 Eletricista de baixa e alta tensão (acima de 2 anos de experiência, inscrição no NR10 e NR35) 3 Churrasqueiro (experiência) 1 Faturamento (feminino, experiência, 20 a 30 anos) 1 Garçom (masculino, experiência e curso) Mecânico automotivo ou um eletricista automotivo 1 Mecânico de radiador com CNH 1 Mecânico de moto (experiência) 1 Motoboy (unissex, CNH e ter moto) 30 Motorista de munk (curso de eletricista, CNH A/C) 1 Operador de caixa (noturno, feminino, experiência) 1 Promotor de vendas (unissex, ter moto, ensino médio) 1 Supervisor de vendas comercial (formado em administração, gestão comercial e marketing) 1 Técnico em instalação de antenas (experiência e CNH) 1 Vendedor (experiência, masculino, ter moto) 1 Veja mais notícias da região no G1 Cacoal e Zona da Mata.
Thu, 21 Mar 2019 03:59:40 -0000
Motociclista morre após bater contra carro na Avenida Cosme Ferreira, em Manaus

Circunstâncias de colisão ainda são desconhecidas. Acidente ocorreu na noite desta quarta-feira (20), em avenida da Zona Leste de Manaus Rickardo Marques/G1 AM Um entregador de gás de 22 anos morreu após um acidente de trânsito no bairro São José, Zona Leste de Manaus. O caso ocorreu na noite desta quarta-feira (20) e as circunstâncias da colisão ainda serão apuradas pela polícia. De acordo com a 9ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), a vítima trafegava em uma motocicleta no sentido bairro/Centro da Avenida Cosme Ferreira, por volta das 20h. Ao passar por um semáforo em frente à Cicom, o entregador bateu na lateral direita de um carro modelo Gol que cruzava a avenida. Com a colisão, o homem não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para fazer a remoção do corpo. O condutor do carro envolvido no acidente foi levado ao 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP) para prestar esclarecimentos. O Departamento de Política Técnico Científica (DPTC) foi acionado e deve identificar as circunstâncias do acidente após a perícia.
Thu, 21 Mar 2019 03:46:44 -0000
Jovem morre ao ser baleado na Praça da Saudade, Centro de Manaus

Taxista foi detido por suspeita de dar apoio a atirador. Vítima foi atingida em frente a bar na Praça da Saudade Rickardo Marques/G1 AM Um homem de 19 anos morreu após ser atingido por vários tiros na Praça da Saudade, Centro de Manaus. Um outro homem de 32 anos que estava no local também ficou ferido. A polícia informou que um taxista, que não teve o nome divulgado, foi detido por suspeita de dar apoio ao atirador. De acordo com o capitão Carlos Nery, da 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), as vítimas estavam em um bar situado na praça por volta das 21h. O suspeito chegou no local em um táxi modelo Idea e caminhou até a entrada do bar. Em seguida, ele efetuou diversos disparos que atingiram a cabeça e a nuca do homem de 19 anos. A vítima morreu no local. Na ação, um outro homem de 32 anos foi atingido por um tiro no braço. Ele foi conduzido para o Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto e ainda não há informações sobre o seu estado de saúde. Ainda segundo Nery, o motorista do táxi usado pelo suspeito foi localizado minutos depois do crime. O taxista, que não teve o nome divulgado, relatou à polícia que conhece o atirador, mas não informou para onde levou o suspeito após a ação. Ele foi detido e levado para a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), que investiga o caso.
Thu, 21 Mar 2019 03:29:03 -0000
VÍDEOS: JAM2 de quarta-feira, 20 de março de 2019

Assista ao telejornal com notícias do Amazonas. Assista ao telejornal com notícias do Amazonas.
Thu, 21 Mar 2019 03:24:09 -0000
Troca de mensagens por celular motivou controvérsia entre Rodrigo Maia e Sergio Moro

O relógio marcava 23h50 de terça-feira (19) quando Rodrigo Maia recebeu uma mensagem de Sergio Moro. Nela, o titular da Justiça lamentava a criação de um grupo de trabalho para analisar o pacote anticrime. O grupo havia sido determinado por Maia, o que, na avaliação do ministro, atrasaria a tramitação das medidas. Maia não gostou da cobrança. Disse, conforme relatos obtidos pelo blog, que se sentia ofendido, e que não havia quebra de acordo, pois já havia alertado que o pacote não poderia concorrer com a tramitação da reforma da Previdência. Moro respondeu que aquela não era sua intenção, e os dois combinaram de se encontrar. Mas os panos não foram quentes o suficiente. Horas depois, partidários do governo Bolsonaro nas redes sociais começaram a fustigar Maia, principal aliado do presidente da República na votação da reforma. A irritação, no lugar de refluir, cresceu. O fim da história foi público. Terminou com o presidente da Câmara lançando um petardo contra Moro, chamando-o de funcionário de Bolsonaro e pouco conhecedor da política. O ministro respondeu com uma nota oficial, mas preferiu focar na defesa do pacote. Interlocutores de ambos os lados reconhecem a tensão do episódio, mas ponderam que não demorará muito até que Maia e Moro acertem os ponteiros. Arte/G1
Thu, 21 Mar 2019 03:10:06 -0000
Cai aprendizado de matemática no último ano do ensino médio, aponta levantamento

Índice é ainda pior considerando os níveis sociais e de raça. Em língua portuguesa, a evolução ainda é pequena. Estudo do Todos pela Educação foi feito com base nos dados do Saeb de 2007 a 2017. Matemática apresenta baixos índices de aprendizagem entre estudantes do 3º ano do ensino médio, ou seja, alunos estão se formando sem aprender todo o conteúdo adequado para a sua idade. Divulgação Dados divulgados pelo movimento Todos pela Educação nesta quinta-feira (21) apontam que o aprendizado de matemática dos estudantes do 3º ano do ensino médio caiu 0,7 pontos percentuais (pp) no Brasil entre 2007 e 2017. Isso quer dizer que os concluintes desta etapa de ensino estão saindo da escola sabendo menos do que os estudantes formados há uma década. Nas escolas públicas, a queda foi ainda maior: de 4 pp. O índice piora quando a comparação considera raça e o nível socioeconômico do estudante. A análise do Todos foi feita com base nos dados do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), do Ministério da Educação (MEC), e busca monitorar se os alunos estão aprendendo o que deveriam naquele ano de ensino. A conclusão é que o aprendizado dos estudantes que estão no último ano do ensino médio não só avançou pouco em uma década, como regrediu em matemática. Em língua portuguesa, a situação melhorou um pouco de 2007 a 2017, mas o nível registrado em 2017 é praticamente o mesmo de 2011. "No ensino médio, apesar do pequeno avanço de 2015 para 2017, os dados mostram mais uma vez o cenário crítico da etapa: o nível de aprendizagem segue em patamares muito baixos e estagnados na última década", afirma o documento do Todos pela Educação. Aprendizagem de matemática Em 2007, os índices do Saeb mostravam que 9,8% dos estudantes no 3º ano do ensino médio apresentaram o aprendizado adequado dos conteúdos em matemática. Em 2017, esse índice caiu para 9,1%. Na rede pública, apenas 4% dos estudantes que estavam no último ano do ensino médio em 2017 haviam aprendido o que se esperava em matemática nesta idade, ou seja, 96% deles apresentavam déficit. Nas escolas da rede privada, o índice de alunos com aprendizado adequado foi de 39,3%. Os dados apontam que o nível socioeconômico do estudante influi no desempenho escolar. Nas escolas que concentram alunos de menor renda, apenas 3,1% aprenderam tudo o que deveriam de matemática no 3º ano do ensino médio. Nas escolas que concentram estudantes de maior renda, o aprendizado adequado chegou a 63,6% do total de alunos. Em relação à raça, alunos que se declaram pretos aprenderam 4,1% do conteúdo esperado em matemática; pardos, 5,7% e brancos, 16%. Veja a evolução da porcentagem de alunos com aprendizado adequado em matemática em cada região do Brasil: Aprendizagem da língua portuguesa Os dados que medem os conteúdos de língua portuguesa aprendidos pelos alunos do 3º ano do ensino médio indicam um cenário um pouco melhor, mas ainda insatisfatório. Em uma década, o índice de aprendizagem nesta área cresceu 4,6 pontos percentuais (pp) no Brasil, em média, mas isso significa que só 29,1% dos estudantes do último ano do ensino médio haviam aprendido o que se considera adequado para a idade – 70,9% apresentavam déficit de ensino. Os índices também apresentam variações negativas se levados em conta a rede de ensino, o nível socioeconômico e a raça dos estudantes. Se nas escolas da rede privada 67,5% dos estudantes haviam aprendido tudo o que era esperado em língua portuguesa no 3º ano do ensino médio, na rede pública a porcentagem cai para 22,7%. Em relação ao nível socioeconômico, 83% dos estudantes de maior renda aprenderam o conteúdo esperado, enquanto na população de menor renda, apenas 17% atingiu os níveis adequados de aprendizagem. Quando analisada a raça dos estudantes, também há variações. Entre os autodeclarados pretos, 21,7% atingiram os níveis adequados de aprendizagem contra 24% dos pardos e 40% dos brancos. Metas do Todos pela Educação O relatório divulgado nesta quinta analisa uma das cinco metas definidas pelo Movimento Todos pela Educação para acompanhar a evolução do ensino e aprendizagem no Brasil. Trata-se da meta 3: "todo aluno com aprendizado adequado ao seu ano". Veja quais são todas as metas: Toda criança e jovem de 4 a 17 anos na escola Toda criança plenamente alfabetizada até os 8 anos Todo aluno com aprendizado adequado ao seu ano Todo jovem com ensino médio concluído até os 19 anos Investimento ampliado e bem gerido O que é aprendizado adequado? Para medir se um aluno aprendeu ou não o que se esperava dele até aquele ano, o Todos pela Educação usa, como referência, o nível médio de alguns países que servem de modelo para o sistema educacional do Brasil. Em 2006, o movimento reuniu especialistas para desenvolver um método de comparação entre os resultados do Brasil no Saeb com o resultado médio dos países que participam do Pisa, o Programa de Avaliação Internacional dos Estudantes, aplicado pela Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE). No ensino médio, o desempenho médio dos países no Pisa equivalem, no Saeb, às notas 300 em língua portuguesa e 350 em matemática. "Consideramos que os estudantes têm aprendizado adequado quando atingem ou superam os níveis correspondentes ao seu ano nas avaliações do Saeb", diz o relatório.
Thu, 21 Mar 2019 03:01:41 -0000
Ceará lidera no Brasil evolução em aprendizagem no ensino fundamental, mas desempenho no nível médio preocupa
O estudo é feito com base no desempenho dos estudantes no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). O ensino fundamental cearense é destaque nacional. Entre 2007 e 2017, o Ceará foi o estado brasileiro que mais avançou na quantidade de estudantes do 5º e 9º anos que têm nível adequado de aprendizado em português e matemática, segundo levantamento da ONG Todos pela Educação. No entanto, no ensino médio, há preocupação, pois, em 10 anos, o Ceará subiu apenas uma posição nos índices de ambas as disciplinas. O estudo é feito com base no desempenho dos estudantes no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e são levados em consideração índices tanto escolas privadas como públicas. Porém, segundo a coordenação de projetos do Todos pela Educação, cerca de 80% das amostras são de alunos da rede pública. No Ceará, em 2007, 21,4% dos estudantes do 5º ano tinham aprendizado adequado para a série no que diz respeito à língua portuguesa. Com isto, o Estado ocupava a 15ª posição no País. Já em 2017, o número saltou para 65,7%. Esta alteração faz o estado figurar como o 6º melhor do Brasil nesse quesito. Já em matemática, em 2007, só 15% dos estudantes tinham aprendizado proporcional ao 5º ano. Em 2017, essa quantidade passou para 50% . O Estado é o 11º melhor nesse indicador. No 9º ano, último do ensino fundamental, entre 2007 e 2017, o número de alunos com aprendizado adequado em português cresceu de 14% para 43,6%. Em matemática, a evolução foi de 9% em 2007 para 23% em 2017. Ceará estaciona no Ensino Médio Se no ensino fundamental há destaque, ao chegar ao 3º ano do ensino médio, a educação cearense estaciona, seguindo a tendência nacional. Isto eleva a preocupação, já que o último ano do ensino básico deveria contar com alunos preparados para o superior. Nesta etapa, em português, apenas 20% dos estudantes do 3º ano médio tinham nível de aprendizado adequado em 2007, número que em 2017 chegou a 27%. Em matemática, a diferença de aprendizado em uma década foi de apenas 2 pontos percentuais e passou de 6% para 8%. Com este resultado, o Ceará é o 13º neste indicador entre os estados brasileiros, empatado com a Paraíba. Coordenadora de projetos do Todos pela Educação, Thaiane Pereira pontua que é preciso observar a tendência de regressão dos resultados ao longo da jornada escolar, tendo em vista que números mais altos no 5º ano caem gradualmente até atingir péssimos índices no 3º do médio e justifica: “as razões vêm desde a alfabetização mal feita, e isso vai se acumulando e se transformando em defasagem, ao longo das séries. O aluno não consegue acompanhar o conteúdo de forma nivelada”. Para ela, muitas mudanças dos modelos das escolas têm influência direta, a exemplo do fato de, no 5º ano, o aluno geralmente ficar a cargo de um só professor, que o conhece melhor e acompanha as necessidades mais de perto. “Depois, isso muda. São mais docentes, menos proximidade. E a escola vai se tornando menos interessante do ponto de vista de estimular o aluno e dar oportunidades de escolha”, observa. Thaiane classifica o Ceará como “exemplo a ser seguido pelo Brasil”, e atribui o crescimento de diversos indicadores à “continuidade” de políticas como o Programa de Alfabetização na Idade Certa (Paic). “O Ceará tem uma das piores rendas per capita, mas consegue avançar, porque existe uma política contínua, bem implementada, com participação dos municípios. O Paic já tem repercussões no 9º ano, por exemplo, mas, a longo prazo, vai dar mais frutos”, estima. Esse “longo prazo”, ainda no campo abstrato, é o fio de esperança para melhoria do aprendizado no ensino médio – mas não só. “Precisamos ter programas voltados para essa etapa, não é só alfabetização e boa base que farão o ensino médio evoluir. É necessário investir num modelo de escola com mais protagonismo e flexibilidade para o estudante”, sugere a coordenadora de projetos do TPE. A secretária da Educação do Ceará, Eliana Nunes Estrela, reconhece as dificuldades do ensino médio e admite que o Estado não está numa situação confortável. A gestora espera que três fatores possam contribuir para melhorar os índices: a chegada dos efeitos do Programa de Aprendizagem na Idade Certa (Paic), as ações de formação continuada de professores e a ampliação do ensino em tempo integral. Em relação às ações para melhorar o aprendizado de matemática, a titular da Seduc revela que os professores da rede passam por constante formação na área, no entanto, acrescenta que não há materiais específicos. “Focamos na redução do abandono e no protagonismo estudantil para que eles permaneçam na escola e concluam a educação básica. É um trabalho conjunto”. Quem comemora os índices do ensino fundamental é a titular da Secretaria Municipal de Educação, Dalila Saldanha, comemora os bons números relativos ao ensino fundamental. Entretanto, a gestora reconhece a necessidade de se adotar “novas metodologias de ensino”, sobretudo em matemática. “Temos investido em apoiar os professores, tanto em formação como em materiais. As ações da rede sempre eram voltadas para leitura e escrita, mas precisamos mudar para reverter a deficiência em matemática”, aponta. Dalila Saldanha destaca como iniciativas municipais duas formações para docentes da área de exatas previstas ainda para o primeiro semestre, em parcerias com universidades públicas. “Na matemática, principalmente, temos que romper com muitos preconceitos, com aquela cultura de que é difícil. Mostrar que é uma ciência como as outras e que os estudantes são capazes de aprender. A gente precisa engajar as pessoas, estimular, fazer com que acreditem que na escola pública eles podem aprender e evoluir”, finaliza a titular da SME.
Thu, 21 Mar 2019 03:01:40 -0000
Nova Zelândia proíbe armas semiautomáticas de estilo militar e fuzis de assalto após massacre de Christchurch

Governo neozelandês pretende instituir plano para devolução das armas já compradas. Alguns tipos de armamento seguem liberados para caça. Primeira-ministra Jacinda Ardern em imagem de quarta-feira (18) David Lintott/AFP A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, anunciou nesta quinta-feira (21) a proibição da venda de armas semiautomáticas de estilo militar e fuzis de assalto no país. A premiê já havia adiantado que apresentaria uma legislação mais dura após o atentado cometido na semana passada contra duas mesquitas em Christchurch, quando 50 pessoas morreram. Além disso, o governo neozelandês vai proibir equipamentos que permitam a conversão de outros tipos de armamentos a armas semiautomáticas militares. De acordo com a primeira-ministra, a lei deve entrar em vigor em 11 de abril. O governo também espera instituir um esquema de devolução das armas do tipo já compradas. A ideia é evitar uma avalanche de compras dos produtos proibidos. Flores são deixadas perto da mesquita de Linwood, em Christchurch, em homenagem às vítimas dos ataques de sexta-feira (15) Edgar Su/Reuters Isso porque, segundo a imprensa neozelandesa, a loja que vendeu o armamento aos assassinos vendeu todos os outros equipamentos do mesmo tipo dos usados no ataque de sexta-feira. Por outro lado, alguns neozelandeses se adiantaram e começaram a entregar as armas que tinham. Segundo declaração da primeira-ministra, o comércio de alguns tipos de fuzis continua permitido tendo em vista o uso por fazendeiros caçadores do interior do país. Sites bloqueados Policiais vasculham região próximo à mesquita alvo de atentado em Christchurch, Nova Zelândia, neste sábado (16) Mark Baker/Reuters Empresas que fornecem serviço de internet na Austrália e na Nova Zelândia bloquearam acesso a endereços da web que estavam compartilhando imagens do massacre em Christchurch. O terrorista autor do atentado transmitiu as imagens do ataque ao vivo no Facebook. Enquanto as redes sociais, como YouTube e Facebook, estavam lutando para conter a disseminação do conteúdo, sites de vídeo, como LiveLeak, e fóruns, como 4chan e 8chan, continuavam a permitir os vídeos — segundo usuários da internet na Austrália postaram em redes sociais, estes estavam entre os endereços bloqueados. Initial plugin text
Thu, 21 Mar 2019 02:52:45 -0000

Coupons from now.gardatrentino.it

10% Discount for equipment rental
CODE: 2k19wLDs on www.mmove.net
When: 28/02/2019 - 30/10/2019
When: 01/03/2019 - 01/09/2019
When: 26/02/2019 - 26/05/2019
10% discount Discount for Lunch
Piccadilly
When: 19/06/2018 - 30/04/2019
When: 14/03/2019 - 31/03/2019
Free tasting Apple Juice
100% apple
When: 26/06/2018 - 31/12/2019
Free Free Tasting of our Extra Virgin Olive Oils
www.oliocru.it
When: 04/12/2017 - 31/12/2019
10% discount Coffee Shop
only 1 coupon for each purchase
When: 01/01/2018 - 31/12/2019
an Espresso coffee Free tasting for
Omkafè
When: 01/01/2018 - 31/12/2019
10% discount Bike rental
Special offer
When: 09/04/2019 - 10/11/2019

This page was created in: 0.49 seconds

Copyright 2019 Oscar WiFi

This website or its third-party tools use cookies, which are necessary to its functioning and required to achieve the purposes illustrated in the cookie policy. By closing this banner, scrolling this page, clicking a link or continuing to browse otherwise, you agree to the use of cookies. If you want to know more or withdraw your consent to all or some of the cookies, please refer our Cookie Policy More info